Dia Internacional da Mulher

Escrito por Assessoria Parlamentar

TRANSCURSO DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

2017-03-08 Dia Internacional da Mulher

Tema: Atuação da Coordenadora Nacional do PRB Mulher, Deputada Rosangela Gomes, no estímulo à participação feminina na política.

Data: 08/03/2017
Sessão: 022.3.55.O
Hora: 17:46

O SR. ANTONIO BULHÕES / PRB-SP, pronuncia o seguinte discurso:

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o dia 8 de março, como todos sabemos, é o Dia Internacional da Mulher. Em comemoração à data, a Diretora-Geral da UNESCO emitiu uma mensagem que começa com a citação de belas palavras da ativista política norte-americana Gloria Steinem: “A história da luta das mulheres pela igualdade não pertence a uma pessoa ou a uma organização feminista em particular, mas a todos os homens e mulheres que lutam juntos pela afirmação dos direitos humanos”.

Também nós gostaríamos de nos servir dessas palavras como mote. Nos tempos que correm, é comum escutar discursos que estimulam a desunião, como se só mulheres pudessem falar sobre direitos das mulheres, só negros pudessem falar sobre discriminação racial, e assim por diante. As palavras de Gloria Steinem resgatam uma verdade às vezes esquecida: todos os que lutamos pela afirmação dos direitos humanos estamos do mesmo lado.

A própria Organização das Nações Unidas deu voz a essa percepção ao lançar, em 2014, o movimento solidário ElesPorElas (HeForShe), cujos representantes dizem explicitamente: a igualdade entre os sexos jamais será alcançada se só metade da humanidade estiver a favor dela. Se o propósito de alcançar a igualdade política, social e econômica dos sexos é sério, então homens e mulheres que comungam desse ideal precisam trabalhar juntos.

Sou homem, e a luta pelos direitos das mulheres, portanto, também cabe a mim. O Dia Internacional das Mulheres também faz parte do meu calendário, e é por isso que venho comemorá-lo na tribuna.

Isso é verdade para mim e, tenho certeza, para todos os Deputados e Deputadas do Partido Republicano Brasileiro. O programa de nosso partido estabelece que “é intolerável toda forma de discriminação entre os cidadãos, seja de natureza econômica, social, de raça, religiosa ou de qualquer outra espécie”.

O Brasil, sem dúvida, já deu passos largos em direção à igualdade dos sexos e continua caminhando. Dois marcos sempre lembrados são a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio, aprovadas pelo Congresso Nacional. Recentemente, a Câmara aprovou projeto que aumenta a pena do feminicídio praticado em descumprimento de medida protetiva de urgência, da lavra do meu ilustre colega de PRB, Deputado Lincoln Portela.

Além das medidas legislativas, a cargo do Congresso, é importante que também o Executivo implemente políticas públicas em enfrentamento à violência contra a mulher. Segundo a mensagem enviada pelo Governo Federal por ocasião do início desta Sessão Legislativa, este ano “serão inauguradas cinco Casas da Mulher Brasileira e reformulados os pactos assinados entre Estados e Municípios para garantir sua viabilidade e funcionamento”.

Estamos avançando, portanto, se bem que ainda haja muito a fazer. Gostaríamos de contar com uma maior presença das mulheres nas Casas Legislativas, inclusive nesta aqui. Para isso, é fundamental estimular a participação política feminina. A ilustre colega Deputada Rosangela Gomes, coordenadora nacional do PRB Mulher, tem liderado esses esforços no âmbito de nosso partido.

Todos, de diferentes formas, vimos lutando por uma sociedade em que mulheres não sejam alvo de violência, constrangimento, ofensa ou menosprezo. Homens ou mulheres, todos contribuímos para isso quando nos respeitamos uns aos outros e quando defendemos a liberdade e a dignidade de cada um e de cada uma de nós.

É a isso que me dedico como Deputado.

Muito obrigado.

Felicitações a todas as brasileiras.

ANTONIO BULHÕES
Deputado Federal / PRB-SP