• Vivemos em uma Guerra

    Precisamos romper a ideologia dominante de que quem mata não é criminoso, mas vítima da sociedade egoísta e o crime é a manifestação da sua revolta.

    Leia Mais
  • Os Benefícios do Esporte

    O esporte, além da função pedagógica, no sentido da indução à disciplina, respeito e ética, traz benefícios físicos, psíquicos e sociais, propiciando integração cultural.

    Leia Mais
  • Força Jovem Universal

    O Força Jovem Universal auxilia dependentes a superarem os vícios com ações sociais e mobilizações de combate ao crack, promovendo conscientização e prevenção.

    Leia Mais
Ver todas

Agradecemos a todos os que possibilitaram nossa reeleição para este terceiro mandato na Câmara dos Deputados. Esta confiança em nós depositada nos motiva a continuar nesta luta com mais garra e determinação, dedicando mais ainda do nosso tempo e recursos na defesa dos interesses da população do Estado de São Paulo.

Reafirmamos nosso pacto de compromisso com cada eleitor, no sentido de sermos a sua voz e atender suas expectativas na esfera legislativa, primando pela preservação dos princípios morais e éticos que sustentam a família e a sociedade brasileira

Corrente Do Bem!

  • Divórcio averbado e guarda dos filhos

    Dona Cícera precisava da guarda de seus dois filhos e oficializar seu divórcio

    Leia Mais
  • Entrega de Muletas

    Dona Luana solicitou um par de muletas após o acidente do seu esposo

    Leia Mais
  • Semanas de 16 à 31 de maio/2016

    Ações da "Corrente do Bem" de 16 a 31 de maio de 2016

    Leia Mais
Ver todas
Antonio Bulhões

Antonio bulhões


Timeline
  • Pão Nosso de Cada Dia... 205º Dia (sábado, 23 de julho)

  • EDUCAÇÃO BRASILEIRA Venho hoje falar sobre nosso sistema educacional. Infelizmente, ele não prepara os alunos de maneira adequada para a educação superior. Se queremos ser um país desenvolvido, é preciso que tenhamos uma boa qualidade de educação para enfrentar os desafios desse século. Todos nós sabemos que há um absoluto descaso com o ensino fundamental e com o ensino médio em nosso País. O critério de aprovação é falho. As avaliações são precárias. Há, é claro, problemas no financiamento da educação básica pública no Brasil. Só que não bastará todo financiamento do mundo se não mudarmos outros pontos sensíveis do sistema educacional, como a gestão escolar, as condições docentes e a avaliação. Algo muito errado e grave no nosso sistema educacional. Errado na rede privada, que está piorando e errado na rede pública, que melhora muito lentamente e ainda está muito aquém do desejável. Enquanto não olharmos para essas avaliações para melhorar o ensino, para qualificar e formar continuamente melhor as nossas professoras e professores, para dar a elas e eles melhores condições de trabalho, continuaremos no mesmo estado de coisas. Os jovens chegarão à educação superior com sérias deficiências, terão grandes dificuldades de acompanhar os cursos superiores e teremos profissionais com deficiências de conhecimento e preparo cada vez maiores. É o futuro do País que está em jogo. É o desenvolvimento. Temos que batalhar por melhor avaliar os sistemas educacionais e os alunos e para dar melhores condições de formação aos nossos alunos da educação básica.

  • Obrigado a minha equipe da Corrente do Bem pelo trabalho desenvolvido junto à comunidade de SP.

  • Pão Nosso de Cada Dia... 204º Dia (sexta-feira, 22 de julho)

  • COMPARTILHEM! Ajude a divulgar este que é um direito novo garantido pela lei e que talvez muitas pessoas não conheçam. Agora todo trabalhador e trabalhadora tem o direito, garantido pelo Marco Legal da Primeira Infância, de se ausentar do serviço 1 dia por ano, sem prejuízo do salário, para acompanhar o filho de até seis anos em consulta médica.

  • Brasília (DF) – O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira (PRB), assinou duas novas Resoluções da Câmara de Comércio Exterior (Camex) que reduzem o Imposto de Importação para 226 máquinas e equipamentos que não são produzidos no Brasil. As medidas entraram hoje (21) em vigor, com a publicação no Diário Oficial da União. São 221 bens de capital – que tiveram redução de alíquotas entre 14% e 12% para 2% – e cinco tipos de equipamentos de informática e telecomunicações, que tiveram o imposto para compra no exterior diminuído de 16% para 2%. De acordo com as empresas que solicitaram o benefício, a medida da Camex incentiva investimentos produtivos de US$ 374,5 milhões em diversas regiões brasileiras, por meio da redução de custos com importação. Os principais setores beneficiados, em relação à previsão de investimentos, serão farmacêutico e químico (24,8%); de bens de capital (14%); de autopeças (12,7%); de energia (12%); gráfico (6%); de mineração (5,7%); alimentício (3%); automotivo (2,9%) e médico-hospitalar (2,8 %). Os bens de capital e equipamentos de informática e telecomunicação sem produção nacional que tiveram redução de imposto serão importados, principalmente, da Alemanha (51,61%); dos Estados Unidos (20,36%); da Itália (7,36%); da China (4,47%); do Japão (2,9%); da Espanha (2,78%); do Reino Unido (1,99%) e da Holanda (1,69%). O que são ex-tarifários O regime de ex-tarifário reduz temporariamente a alíquota do Imposto de Importação de bens de capital e de Informática e telecomunicações quando não houver produção nacional equivalente. Os ex-tarifários reduzem o custo de projetos industriais, viabilizam o aumento de investimentos em bens que não possuem produção no Brasil, além de possibilitar a geração de empregos e o aumento da inovação por parte de empresas de diferentes segmentos da economia. Texto e foto: Ascom – MDIC

  • Pão Nosso de Cada Dia... 203º Dia (quinta-feira, 21 de julho)